Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

um eléctrico chamado desejo

um eléctrico chamado desejo

fatal

vemo-nos

na curiosidade do que vemos, dançamos. somos atores e espectadores. em simultâneo. espreitamo-nos sem vermo-nos. e ouvimos a música que em nós toca. e dançamos.

elegância

image.jpg

na acústica do eléctrico absorvem-se conversas. ouvem-se pensamentos. espirram-se sentires. no soltar das palavras penso. penso na elegância de uma mulher. utilizo outro sentido, a visão. não, a elegância não se vê no andar. há andar de passarele, andar desengonçado, andar de corrida, andar saltitante. a elegância não está no andar. concordo com o que oiço. a elegância de uma mulher vê-se nos olhos e na voz. e concluo, tens toda a elegância que os sentidos podem captar.

eco

nada se perdeu, querido ser, nada se perde nunca; a palavra por dizer não está exausta, pode ainda ser ouvida. música que mancha; o silêncio permanece... os, o eco está por toda a parte, pássaro inarmadilhavel. laurence durrel

acordar

sonho com o teu acordar. o teu espreguiçar de amor que se estende até mim. sonho com as manhãs limpas. sonho acordado. quero dormir para poder construir mais sonho.

delicadeza

image.jpg

tenho tanta delicadeza como tenho de amor. sei que gostas. nos dias de tempestade aprecia a calmia. relaxa e deixa. sente o arrepio. geme.

sonâmbulo

image.jpg

precisava de dormir. dormia até não haver dia. finjo que durmo. é nesse fingimento que sou sonâmbulo. entre o nada e o sonâmbulo pergunto-me. tenho-me perguntado tanto. pergunto a dormir a ver se acordo.

Voyeur

tenho a escola do 28. aprendi a olhar os outros e a ver a sua carteira. não olho só. vejo. há quem olhe e não veja. sou um assaltante de olhares. vejo almas. e gosto de ver a beleza feminina. aí sou assaltado. gosto dos pequenos gestos, naturais mas não inocentes. a subtileza erotica. sou um voyeur da coreografia da tusa. confesso-me.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D