Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

um eléctrico chamado desejo

um eléctrico chamado desejo

fantasma

hoje serei um fantasma que vacila lentamente no susto do nó apertado da garganta. estarei como fantasma agarrado onde estiver a saudade. omnipresente no sentir que quer fugir e é agarrado pelas páginas de amor.

previsão

anoitece cedo e dou por isso. o escuro consome. da luz ao escuro são apenas milímetros. o mundo faz demasiado sentido para vivermos na penumbra. dispensava a noite entre nós. a noite não tem humanidade a não ser quando nos recolhemos nos braços do outro. quero o sol para evaporar os males. quero que a previsão de tempo seja a da humidade dos líquidos que chovem do amor. chuva com sol. parar a dança dos corpos.

bem-me-quer-(ao)quadrado

feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz-feliz-infeliz

amanhã

parti de uma ilha à deriva e choquei com um icebergue muito visitado. tenho medo de nadar e desço ao topo do oceano. daqui vejo nada. e nado na insónia. acordo para o sonho. amanhã.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D