Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

um eléctrico chamado desejo

um eléctrico chamado desejo

inventar-se

o desafio de cada dia é inventar-me sem deixar de ser o que sou. é vir aqui escrever e olhar para este blogue como se fosse um jardim e, olhar para as flores, ainda que belas, estejam por vezes tristes. mas procuro felicidade em cada palavra feita flor, porque a felicidade está na atenção de um detalhe, na atenção que dou a cada flor.

mar

deito-me e vejo da minha cama o mar. um mar de pensamentos. vejo sempre o mar da minha pálpebra. deito-me e traduzo o mar. esse enorme oceano de pensamentos em estado líquido. afogo-me.

olhar

diz o Valter Hugo Mãe, em "Homens imprudentemente poéticos", que "a luz é uma espécie de olhar sobre nós". é. mas também é verdade que há olhares de luz. olhares gulosos que tentam brincar às escondidas, mas deixam-se apanhar pelos segredos que não conseguem esconder. olha, gosto de apilhar esse olhar.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D